Costa do Brasil novamente embaixo da água evidencia necessidade urgente de planejamento

Por Felipe Odreski para Acqualis Engenharia Hídrica 
Publicado em 20 de setembro de 2016

A elevação do nível do mar é tão nítida que acende um alerta imediato para planejamento da zona costeira brasileira por poderes públicos, comerciantes e cidadãos civis.

Parece que está virando rotina, mas a verdade é que eventos marítimos estão causando níveis de águas oceânicas recordes na região costeira do país. Além disso, eles possuem a tendência de serem cada vez mais intensos e frequentes. Apesar da erosão costeira e eventos críticos sempre fazerem parte da história, fica evidente que as consequências e preocupações atuais são fortemente crescentes e que a tendência é de um agravamento contínuo para os próximos anos.

sc-sul

 SC 405, única via de acesso ao sul da ilha de Florianópolis, completamente embaixo da água.

De norte ao sul da costa de Santa Catarina, Paraná e estado de São Paulo voltaram a sofrer com outra elevação brusca do nível do mar em cerca de 30 dias após uma série de alagamentos que assustaram cidades litorâneas.

As consequências geradas pelos alagamentos são graves. Em Florianópolis, não foram só o comércio, o município e moradores que sofreram com a invasão da água, mas os alagamentos transformaram a cidade na última sexta-feira em um verdadeiro caos. Se as limitações geográficas da ilha de Santa Catarina e a mobilidade urbana mais precária do país não fossem motivos de sobra para atrapalhar, a elevação do nível do mar em patamar recorde bagunçou o cotidiano local. Várias estradas e ruas fundamentais para o fluxo automotivo e comércio pareciam realocadas “dentro do mar”, deixando os motoristas parados por horas até que as águas voltassem a abaixar.

transito

 Florianópolis viveu um verdadeiro caos urbano na última sexta-feira.

Em Balneário Camboriú, moradores compartilharam vídeos e fotos mostrando a “invasão” do mar e ondas na Avenida Beira Mar, complicando a locomoção e preocupando moradores e comerciantes do local.

bc1

 Balneário Camboriú foi outro dos muito lugares que viu o mar invadindo áreas urbanizadas.

São José, Paranaguá, Santos e várias outras cidades, também sofreram com a elevação do nível do mar deixando áreas completamente submersas em águas salgadas.

santos-pindorama

Em Santos, ruas também foram alagadas. Fonte: Alex Ferraz para A Tribuna.

Os alagamentos foram resultados do alto nível astronômico maregráfico, maré de sizígia caracterizada pela lua cheia, combinado com um evento meteorológico de uma tempestade ciclônica próxima à costa brasileira.

ciclone-empilhaEvento ciclônico que ajudou na superelevação do nível do mar na última sexta-feira.

O que mais chama a atenção nesse caso, é que em muitos desses lugares não tivemos um só pingo de chuva. Graças a Deus, pois a combinação de eventos desse tipo com chuvas fortes (condição normal nesses casos) teria causado consequências muito piores. Os alagamentos seriam ainda mais desastrosos devido à impossibilidade que águas pluviais teriam para escoar para o mar, já que seriam impedidas fruto do empilhamento das águas marítimas na zona costeira. A sorte, desta vez, foi que as grandes nuvens carregadas de chuva se deslocaram para o oceano e afastaram-se da área continental.

Além do exposto acima, ressalta-se também que os ventos do quadrante sul responsáveis por empilhar águas marítimas nas costas brasileiras também não foram tão severos, com exceção do litoral gaúcho. A verdade é que o ocorrido tinha características para causar estragos de proporções ainda maiores.

O que fica claro nesses dois eventos “seguidos” de alagamentos ocasionados pela alta do nível do mar é que existe a necessidade de se planejar e investir com cuidado. Todas as projeções científicas convergem para uma elevação contínua e acentuada das águas do mar para os próximos anos acompanhadas de eventos meteorológicos mais intensos, frequentes e perigosos.

Os investimentos na área costeira, seja por pessoa física, entidades privadas ou poder público, devem ser feitos de forma cautelosa e com ajuda de ferramentas e profissionais competentes e capazes para avaliar grau e risco.

Por Felipe Odreski
Diretor na Acqualis Engenharia Hídrica

Para

Acqualis_Logo.

Representante oficial no Brasil da

logo-crc

 

Tags: Modelo de Previsão, Alagamentos, Zona Costeira, Planejamento, Elevação do Nível do Mar, Mudanças Climáticas, Água, Tecnologias de Águas, Modelagem Numérica, Modelagem Ambiental, Modelagem Oceânica, Hidrologia, Recursos Hídricos.