Nova York se prepara contra elevação do nível do mar

Por Jamie Condliffe para MIT Technology Review 
Publicado em 30 de Janeiro de 2017

As áreas litorâneas do nordeste dos Estados Unidos podem experimentar enormes aumentos no nível do mar até 2100, e sua maior cidade já está se preparando.

 

Aumento do Nível do Mar

 Como o aumento do nível do mar continua a representar uma ameaça para as regiões costeiras dos Estados Unidos, as regiões mais baixas e densamente povoadas como a cidade de Nova York estão repensando sua abordagem para o ambiente construído. Fonte: MIT Technology Review

Na semana passada, um relatório da NOAA (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica americana) alertou que as regiões costeiras dos EUA estão se preparando para enfrentar um futuro de aumento constante do nível do mar. No pior dos casos, partes da América poderiam experimentar aumentos no nível do mar de até 2,5 metros até 2100. E, como disse o oceanógrafo da NOAA William Sweet à CBS News, “não está subindo como água numa banheira … na região nordeste espera-se que os níveis subam mais rápido. “

Nova York, em particular, enfrenta um enigma sério: a área possui altitudes baixas e imóveis incrivelmente caros. Desde 2012, quando foi devastada pela super-tormenta Sandy, a cidade tem planos ambiciosos para defender-se de “ataques” do mar – entre eles, uma grande cadeia de ilhas artificiais e uma gigantesca muralha desenhada pela empresa de arquitetura dinamarquesa Bjarke Ingels Group .

Mas a ameaça das marés crescentes está moldando a mudança em um nível mais básico, também. O New York Times relata que o risco de inundações futuras está mudando a maneira que os edifícios são projetados na cidade. Longe, por exemplo, são as coberturas do andar superior, substituídas em vez disso por geradores de emergência que não serão inundados – e podem fornecer energia suficiente para que os moradores permaneçam em seu apartamento por um período de uma semana. Em outros lugares, sistemas de drenagem especiais canalizam a água para dentro das fundações e os pisos térreos estão sendo construídos com materiais que podem tolerar inundações.

Enquanto isso, Curbed relata que iniciativas também estão em andamento fora de Manhattan. Em Broad Channel Island, no bairro de Queens, os níveis de rua estão sendo levantados para que as calçadas e estradas sejam mais altas do que anteriormente em relação às águas próximas da Baía da Jamaica. E em outro distrito de Queens, Breezy Point, novas casas estão sendo construídas em plataformas levantadas para salvá-los de inundações.

Se tudo isso falhar, poderíamos abraçar os mares. O governo da Polinésia Francesa acabou de concordar em considerar a possibilidade de hospedar uma cidade de ilhas flutuantes, que estão há tempos sendo desenvolvidas pelo Instituto Seasteading. A idéia: pequenas estruturas flutuantes empregam energia renovável e aquicultura sustentável para permitir que os habitantes se defendam em harmonia com o oceano.

Mas para assentamentos como Nova York, atualmente esta não é uma opção. Em vez disso, é hora de projetar para o pior e esperar o melhor.

(Leia mais: CBS News, New York Times, Curbed, “A cidade de Nova York está pesando planos ambiciosos para as defesas de inundação”, “A vida abaixo do nível do mar na nova era da engenharia climática.”

Para maiores informações, acesse:

https://www.technologyreview.com/s/603527/new-york-city-is-building-for-a-future-of-flooding/
Tags: Água Marítimas, Elevação do Nível do Mar, Mudanças Climáticas, Engenharia, Modelagem Ambiental, Tecnologias de Águas, Modelagem Numérica

Acqualis_Logo.

Representante oficial no Brasil da

logo-crc