Inovação diante da escassez de água

Por Robert C. Brears para Mark and Focus
Publicado em 19 de setembro de 2017

A água de Melbourne está sob pressão do crescimento populacional, bem como dos impactos das mudanças climáticas. Em 2028, prevê-se que a demanda por água possa ultrapassar a oferta com o melhor cenário, vendo a cidade enfrentar uma crise da água dentro de 50 anos.

As quatro companhias de água de Melbourne – City West Water, South East Water, Yarra Valley Water e Melbourne Water – inovam de forma proativa diante da escassez de água para alcançar a segurança geral da água..

Medição Digital de Água

A City West Water, South East Water e Yarra Valley Water estão trabalhando juntos para explorar a viabilidade de atualizar o sistema de medidor de água existente de Melbourne para medidores de água digitais. Os medidores de água digitais oferecem inúmeros benefícios para utilitários e clientes, incluindo a capacidade de detectar rapidamente vazamentos dentro da propriedade do cliente e na rede de água mais ampla. Os medidores digitais também fornecem aos clientes informações oportunas para que possam tomar decisões informadas sobre o uso da água. No final de 2017, as três responsáveis decidirão se a atualização ocorrerá com uma decisão baseada em:

  • Pesquisa do cliente: entendendo as opiniões dos clientes sobre os benefícios que os medidores digitais fornecerão;
  • Ensaios tecnológicos: novas tecnologias de medição e comunicação estão sendo realizadas;
  • Implicações financeiras: determinando se os contadores digitais são viáveis sem impactar as carteiras dos clientes;
  • Apoio da Comissão de Serviços Essenciais: regulador independente da indústria para os serviços de água.
Banco de Dados de Água  

City West Water e a Yarra Valley Water estão trabalhando com outros serviços de água em toda a Austrália para desenvolver uma ferramenta de benchmarking online – o “Compare Water”. Esta ferramenta gratuita permite que os clientes das empresas City West Water e Yarra Valley Water avaliem seu consumo de água em empresas similares da mesma indústria. Até agora, os dados foram coletados de mais de 3.000 usuários de água de todo o país, com dados de eficiência de água criados para mais de 40 setores da indústria. Para usar a ferramenta, as empresas simplesmente vão ao site Water Compare, indicam sua indústria, inserindo seu código e seu uso de água.

benchmarking

Fonte: Mark and Focus.
Negociação da Água da Chuva  

A South East Water está atualmente envolvida na criação de designs urbanos sensíveis à água na reconstrução na área de Fishermans Bend, região na Austrália em redesenvolvimento, da qual inclui 80 mil moradores em novos apartamentos e moradias e 60 mil postos de trabalho. Os prédios na área são obrigados a instalar tanques de água da chuva para controle de inundações e também serão fornecidos com água reciclada de uma usina de mineração de esgoto operada pela South East Water. Essa situação potencialmente cria um conflito entre a disponibilidade da água de chuva “livre” que passa a ficar reservada nos tanques de água e a mina de esgoto, da qual será cobrada pela South East Water.

Uma solução para gerenciar este conflito é criar alocações dentro de cada tanque de água de chuva atribuído a cada residente para negociação desse volume. A água contida dentro poderia potencialmente ser usada ou negociada pelo residente com registro das operações utilizadas pela South East Water para calcular o volume de água reciclada usada para cobrança. Para investigar isso ainda mais, a South East Water apresentou o projeto para avaliar a viabilidade dessa idéia.

Geração de Mini-Hidrelétrica  

Para reduzir as pressões entre a relação água-energia, a Melbourne Water instalou cinco novas usinas de energia hidrelétrica em toda a rede, com cada planta entregue em unidades pré-montadas e autônomas que podem ser colocadas em linha rapidamente. Os pacotes de plantas de energia são colocados adjacentes às instalações de armazenamento de água existentes, fornecendo mais de 5.100 megawatts-hora de energia por ano, o suficiente para alimentar cerca de 1.048 casas. Isso evitará mais de 5.600 toneladas de emissões de carbono por ano, o que equivale a retirada de 2.165 carros da estrada.

Com a Melbourne Water já instalando sete mini-sistemas hidrelétricos em 2008-2010, o sistema gerará mais de 69.500 megawatts-hora de energia por ano através de geração hidrelétrica, sendo energia suficiente para mais de 14.100 lares. Em geral, os 12 sistemas evitarão mais de 75.800 toneladas de emissões de dióxido de carbono por ano, o equivalente a tomar mais de 29.200 carros da estrada. Com base no consumo de eletricidade do ano passado nas operações de abastecimento de água, isso seria 13.413 MWh mais do que consumido, permitindo que Melbourne Water alimente a eletricidade na rede de eletricidade.

Para maiores informações, acesse:

http://markandfocus.com/2017/09/19/innovation-in-the-face-of-water-scarcity/

Tags: Água, Escassez Hídrica, Mudanças Climáticas, Tecnologia, Modelagem da Água, Modelagem Ambiental, Tecnologias de Águas, Modelagem Numérica, Cidades Inteligentes