Inoperância de Barragem pode ser o anúncio de nova enchente no Vale do Itajaí

Por Ana Paula Pereira para Acqualis Engenharia Hídrica
Publicado em 1 de outubro de 2015

Em uma semana com altos índices pluviométricos acumulados e previsão de novos volumes elevados de chuvas para hoje e os próximos dias, alertam sobre a necessidade de reativação imediata da barragem de José Boiteux. A causa se dá por um impasse entre Indígenas e governos estadual e federal.

barragem_Boiteux2

Barragem de José Boiteux (Imagem: https://epxx.co/artigos/rioitajaidonorte.php)

A barragem de José Boiteux foi construída na época de 1980 e tem importância fundamental na contenção das cheias do Vale do Itajaí com capacidade de armazenamento de 357.000.000,00 m³ de água. O problema é que o fechamento de suas comportas causa alagamentos em 3 aldeias indígenas e deixa outras 8 isoladas.

Causa

O protesto indígena se dá com a invasão do local da barragem há mais de 1 ano e impedimento de técnicos de acessar o local. Os índios exigem que sejam tomadas atitudes que defendam suas causas para a desocupação do local e destinação de um espaço seguro para viver em suas próprias terras.

Dessa forma, a estrutura hidráulica sofre com a falta de manutenção e reforma. O resultado é que mesmo que as atividades sejam retomadas, levaria tempo para colocar a barragem em funcionamento novamente.

A operação da barragem José Boiteux é de suma importância para o médio vale e foz do Itajaí. Em uma região com grande histórico de cheias e desastres e com chances eminentes de novas ocorrências, a inoperância da estrutura é nada menos que inadmissível.

El Niño e Previsão de primavera com chuvas acima da média

Para agravar a situação exposta acima, 2015 está se caracterizando com um ano de forte influência do fenômeno que aquece as águas do oceano pacífico chamado el ninõ. Como resultado, existe a alteração de correntes marítimas que influenciam no clima de todo o planeta.

O Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (CIRAM) disponibiliza uma previsão meteorológica para a primavera destacando “mais chuva, temperaturas acima da média e ondas de calor em SC. El Niño moderado a forte intensifica episódios de chuva no Sul do Brasil”. O site destaca ainda o prenúncio de “eventos extremos de precipitação persistente…  Os modelos climáticos indicam períodos de chuva persistente em outubro, devido ao fluxo de vento em médios e altos níveis da atmosfera (correntes de jato) que mantém o transporte de umidade para a região Sul do Brasil. Valores de chuva mais significativos devem ocorrer nos meses de novembro e dezembro…”. (http://ciram.epagri.sc.gov.br/)

Vários estudos já realizados sobre as consequências do fenômeno el niño apontam que os anos de sua ocorrência temos aumento da chuva e tempestades severas no Sul do Brasil.

Semana de Alerta

Os últimos dias apresentaram altos índices acumulados de chuva em todo estado catarinense. No munícipio de Alfredo Vagner foram registrados 240 mm de chuva entre a última sexta-feira e domingo.

O próprio vale do Itajaí teve reflexos desse último evento, causando o fechamento da barra do Porto de Itajaí. As chuvas fizeram com que grandes volumes de água chegassem a sua foz, fazendo com que as correntes no local chegassem a 3 nós. A alta vazão do rio torna o risco de navegação alto e intolerável.

Para ajudar, o meteorologista Leandro Puchalski divulgou em seu blog que a nebulosidade deve retornar ao estado e prevê novos volumes elevados de chuva que podem alcançar 150 mm em boa parte de Santa Catarina até o fim desta semana, enfatizando maior atenção para sexta-feria, dia 2 de outubro. Segue abaixo o mapa da previsão de chuva acumulada segundo o meteorologista.

chuvas

Mapa de previsão de volume acumulado de chuva para os próximos dias Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/blogdopuchalski

Urgência

Uma solução para a causa deve ser encontrada com a máxima atenção e esforço por parte dos governos.  Cabe ao estado e a União tomar medidas de redução de impacto e compensação ambiental que realoquem os índios em terras seguras a fim de solucionar este impasse que perdura por anos.

Além disso, o início da manutenção da barragem deve ocorrer de forma imediata para oferecer condições da estrutura  operar com segurança a qualquer instante.

A forte atuação do fenômeno el niño em 2015 em todo o mundo nos coloca em total alerta para o período mais chuvoso do ano na região sul do país (período da primavera), e esforços precisam ser concentrados a fim de minimizar impactos e desastres fruto de chuvas intensas no vale do Itajaí.

 

Tags: Planejamento de Recursos Hídricos, Cheias, Prevenção de Enchentes, Chuva, Bacia Hidrográfica, Escoamento Superficial, Gestão Hídrica, Hidrologia, Sistema de Prevenção de Enchentes